Temas frequentes em Química no ENEM

Fonte: Universia Brasil

A Universia Brasil mapeou todas as edições do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e separou quais temas são mais frequentes em química.

A Universia conversou com os professores Anderson Dino, do cursinho Oficina do Estudante e com João Usberco, professor no Anglo Vestibulares.

Confira a seguir quais são os cinco temas mais frequentes nas questões de química do Enem:

O que mais cai de química no Enem: Química Ambiental

Química Ambiental evolve questões sobre chuva ácida, poluição, combustíveis fósseis e renováveis e outros processos que comprometem a saúde do planeta e, consequentemente, do homem. Por conta desses temas, a química ambiental acaba se relacionando com outras disciplinas como biologia, geografia e física. O professor Anderson Dino recomenda que os alunos estejam atualizados sobre os acontecimentos atuais que envolvem essas questões. “Esse ano, por exemplo, teremos o Rio +20. Podem ser cobrados ociclo da água, o ciclo do carbonoaquecimento global, e também a questão energética do pré-sal”, disse. O professor João Usberco dá a dica: “Muitos desses temas o próprio enunciado encaminha para o enfoque da questão. Fundamentalmente, um combustível renovável é o adequado para a própria situação do planeta.”

O que mais cai de química no Enem: Equilíbrio Químico

Os equilíbrios químicos tratam sobre reações reversíveis. Questões sobre catalisadores, superfície de contato, cálculo do pH, temperatura e transformações. “Esses assuntos não são básicos. O candidato deve saber calcular a constante de equilíbrio”, alerta o professor Dino. É importante estar atento para as relações que essas questões costumam fazer com a química ambiental, ácidos e também com conteúdos de matemática.

O que mais cai de química no Enem: Transformações Químicas

As transformações ou reações químicas ocorrem quando há a formação de uma nova substância, ou seja, quando as propriedades de um elemento original são alteradas. Algumas evidências mostram a ocorrência de uma transformação química: oxidação, combustão, mudança de cor, liberação de um gás, cheiros, formação de um sólido, etc. Dentro de um assunto tão abrangente, o professor Dino destaca as questões sobre mineração. “Como o Brasil é um grande exportador de minérios, são comuns perguntas sobre obtenção de ferro, reciclagem do alumínio e retirada de bauxita da natureza. Além disso, conteúdos como concentração e separação de misturas são cobradas a partir da transformação do petróleo e obtenção do etanol.”

O que mais cai de química no Enem: Cálculo Estequiométrico

cálculo estequiométrico é o cálculo das medidas em reações e equações químicas. Comum no Enem e na maioria dos vestibulares, é utilizado, por exemplo, quando o médico precisa calcular quanto deve administrar de determinada substância para o paciente. São comuns questões sobre rendimento, excesso, pureza, balanceamento. A dificuldade costuma ser variada, mas o professor Dino alerta “é necessário que o aluno conheça a grandeza mol e saiba calcular e fazer as conversões”.

O que mais cai de química no Enem: Química Orgânica

A química orgânica estuda os compostos do carbono. São muito comuns as questões sobre funções orgânicas, “especialmente o reconhecimento e característica das funções”, diz o professor Usberco. “O Brasil é um dos maiores produtores de etanol do planeta. As perguntas são mais fáceis e tratam sobre a produção do etanol a partir de outras fontes como a madeira e o açúcar, além de abordar assuntos como polímeros, plásticos e bioplásticos”, contextualiza o professor Dino.

Além dos temas citados acima, podemos destacar também a interpretação e análise de gráficos e tabelas. “O aluno deve ficar atento para conseguir identificar se o gráfico apenas ilustra, ou seja, serve como complemento do texto ou se as informações contidas nele são exclusivas e essenciais para a resolução do exercício”, completa o professor Dino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>